/
/
Investigação científica da EPATV apresentada na VIII Mostra Nacional da Ciência, em Lisboa

Investigação científica da EPATV apresentada na VIII Mostra Nacional da Ciência, em Lisboa

Investigação científica da EPATV apresentada na VIII Mostra Nacional da Ciência, em Lisboa

O Museu da Eletricidade, em Lisboa, foi o palco de mais uma Mostra Nacional de Ciência, organizada pela Fundação da Juventude, que decorreu entre os dias 29 e 31 de maio. Participam estudantes de todo o país, que apresentam 100 projetos integrados em onze áreas científicas. A Escola Profissional Amar Terra Verde conseguiu a proeza da qualificação de um projeto de investigação na área das Ciências Médicas.

Pelo oitavo ano consecutivo, a Fundação da Juventude desafiou a investigação e a criatividade entre os mais jovens, avaliando os trabalhos e premiando os mais válidos, suportada por um júri de reputados profissionais, designado pela agência Ciência Viva e presidido, este ano, pelo professor Gaspar Barreira, do Laboratório de Instrumentação e Física Experimental de Partículas de Lisboa.

O grupo do Curso Técnico de Análise Laboratorial representou a Escola Profissional Amar Terra Verde nesta Mostra Nacional com o trabalho sobre “Deteção de microrganismos indicadores de alimentos seguros para escolha de fornecedores seguros”, coordenado pela professora Manuela Caçador e apresentado pelas alunas Diana Soares Nicolau e Nair Sofia Veiga de Sousa.

Nair Sousa resumiu brilhantemente o seu projeto que defendeu nas batalhas com o júri durante dois dias: “A maioria dos casos de doenças veiculadas por alimentos estão diretamente envolvidos com falhas no processo produtivo, na embalagem ou transporte sendo que estes produtos poderão chegar às nossas casas contaminados. Assim surge um problema para o comércio de bens alimentares:”Será que os alimentos comercializados são alimentos seguros?”

Os principais patógenos relacionados com as infecções do trato gastrointestinal transmitidos por alimentos são: Salmonella, Shigella, Campylobacter, Escherichia coli, Listeria, Vibrio entre outros. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade microbiológica de alguns dos produtos existentes nas prateleiras de mercado. As amostras foram submetidas a pesquisas de microrganismos indicadores de contaminação alimentar. Apesar do baixo índice de contaminação, este trabalho revela que os alimentos supostamente seguros apesar de seu conteúdo supostamente estéril, podem veicular microrganismos patogénicos representando risco principalmente para crianças e idosos. Mostra-se também que com uma análise rápida o comércio poderá escolher o melhor fornecedor.”

Apesar das duras batalhas e de não conseguirem arrecadar nenhum dos prémios, esta foi uma experiência bastante enriquecedora e cientificamente estimulante para todos. Para quem assistiu foi gratificante ver o empenho destas jovens que levaram a sério defender a qualidade da Ciência produzida na nossa região, uma vez que eram as únicas representantes dos Concelhos de Vila Verde, Amares e Terras do Bouro. Trazem na bagagem os rasgados elogios do júri, os agradecimentos da Fundação da Juventude e da Fundação EDP bem como os parabéns do Ministro da Educação, Nuno Crato, satisfeito por uma escola profissional dar cartas na área das Ciências Médicas.

O ministro da Educação, Nuno Crato, presente na Cerimónia de Entrega de Prémios, desafiou este sábado todos aqueles que duvidam dos jovens e da qualidade de ensino das escolas profissionais a visitar a 8.ª mostra nacional de ciência, no Museu da Eletricidade em Lisboa. “Quem duvida que há excelentes professores e trabalhos nas escolas profissionais, venha à VIII Mostra Nacional de Ciência”, disse o governante, no seu discurso na cerimónia de atribuição de prémios aos estudantes que participaram neste concurso de jovens cientistas e investigadores.

Últimas Atualizações