/
/
Horta Biológica – Amares

Horta Biológica – Amares

Ao longo de mais um ano letivo, os alunos e professores da Escola reuniram os meios materiais necessários e organizarão equipas de trabalho para criarem mais uma vez a Horta Biológica. O objetivo é a dinamização dos espaços exteriores da Escola, promovendo o contacto dos alunos com elementos naturais e de biodiversidade, como a terra e as plantas. Os alunos foram responsáveis por todo o processo, desde a preparação do solo, da plantação das diferentes espécies de legumes, assim como de toda a manutenção da horta escolar.

Para além de todo o trabalho envolvido, a criação da Horta Biológica cumpriu com a sua função educativa, formativa e social na comunidade escolar e permitiu implementar outras atividades didáticas e de animação para a comunidade local.

A originalidade deste projeto consiste em conseguirmos, em apenas 22 m2 de terreno, ter uma enorme diversidade de legumes, educar a nossa comunidade escolar (alunos, docentes e funcionários) para o amor pela terra, o gosto pela agricultura biológica, para a utilidade/necessidade que a nossa sociedade tem em ser autossuficiente e saber fazer o mesmo processo nos terrenos que os pais e avós têm. E ainda a “parceria” entre o jardim de cheiros e a horta, nas suas consociações.

O tratamento dos terrenos foi feito pelos alunos todos, dividindo-se as tarefas.

A plantação dos legumes foi realizada progressivamente, como o tempo foi permitindo.

A rega foi controlada diariamente por grupos diferentes, ou seja, o grupo responsável do dia, vinha de manhã, 15 minutos mais cedo da primeira aula começar, regava a horta e depois dirigia-se à respetiva aula. Esta tarefa era importantíssima e foi cumprida exemplarmente.

Quanto às ervas daninhas, que teimam em aparecer, foram retiradas sempre que necessário e possível, por vários grupos de trabalho, quando o tempo o permitia, já que este ano a chuva não nos largava.

A nossa horta tem dos seus lados o nosso jardim de cheiros, que se trata de vários canteiros com plantas aromáticas. As culturas/consociações instaladas são várias pois temos:

  • Alecrim, Alfazema, rosmaninho que repelem diversas pragas, atraem insetos polinizadores e a sua presença estimula outras plantas;
  • Arruda que repele gatos e formigas;
  • Erva-cidreira que atrai insetos polinizadores e o seu forte cheiro a limão repele determinados insetos;
  • Loureiro que repele toupeiras;
  • Salsa que repele a mosca da cenoura e certos escaravelhos;
  • Santolina que é um excelente repelente de grande número de insetos;
  • Tomilhos que repelam a lagarta da couve.

Sempre que era efetuada a rega o grupo tinha o cuidado de verificar a existência ou não de pragas e doenças. Este ano, felizmente não tiveram qualquer tipo de problemas. Será que o nosso jardim de cheiros está a cumprir em pleno as suas funções!?Parece que sim!

O curso de Animador Sociocultural, na disciplina de Área de estudo da Comunidade, realizou uma pesquisa sobre plantas medicinais e a sua utilização. Após a pesquisa, os alunos arquivaram toda a documentação com as respetivas amostras colhidas no nosso jardim de cheiros. Esta ação foi muito enriquecedora para toda a comunidade escolar, pois todos aprendemos a utilizar corretamente as ervas aromáticas no nosso dia-a-dia.   

Fotos

Últimas Atualizações